Em roda viva

ACV em várias frentes

Meeting de Lisboa

Sábado 29, Torres Vedras

Dois atletas, em representação do ACV, com sortes diferentes. Local a pista Carlos Lopes, na cidade torrejana, e a prova escolhida foi os 800m. João Ferreira foi ao pódio (3º lugar), com 1.59,60, enquanto que o seu colega Bruno Gomes se viu obrigado a desistir.

Meeting do GAU, Bajouca

No passado domingo dia 30 de abril tivemos os nossos atletas a representar o clube em Leiria para o KM Jovem Distrital. Mesmo com uma participação reduzida conseguimos alguns lugares no pódio sobretudo nos escalões mais novos:

1º lugar – Constança Abreu Benj A (600mts – 2.13,26)

1º lugar – Edgar Gonçalves Benj A (600mts – 2.24,02)

1º lugar – Ricardo Lourenço Benj B (600mts – 2.00,94)

Numa prova que coincidiu com o 30º aniversário da ADAL e a apresentação da nova mascote, em que mesmo com condições atmosféricas adversas os atletas mostraram-se à altura do desafio.

Prova Extra: 3.000m

Masculinos: 1º – Bruno Gomes (9.17,17) – desforrou-se da véspera, 4º – Carlos Alves (9.48,40) e 7º Nelson Ferreira (10.22,63)

Femininos: 2ª – Carolina Matias Sen (3000mts – 11.10,75)

O ACV fez-se representar com 14 atletas.

 

27º GP da Barreira

O ACV venceu, embora o Caranguejeira tenha vendido cara a derrota (1 ponto), e venceu individualmente por intermédio de Bruno Gaspar, com o Cristiano António a fechar o pódio. Quando o Miguel Ângelo chegou à meta (7º e vencedor em M45) era fácil fazer as contas: 11/11 com vantagem para o GAC… a questão era saber quem fechava primeiro! A dúvida durou apenas alguns segundos… até se avistar lá acima o isolado Sergiy Chonka (9º e 3º M40), tornando inútil o esforço final do amarelo adversário de ocasião.

Narciso Fabião, Amílcar Brito, José Santos e Mário Henriques (um dos padrinhos da prova. O outro foi o nosso amigo João Gomes) completaram o ramalhete.

A chuva e algum frio não ajudaram nada o esforço dos atletas, já formatados para o difícil percurso da prova.

Prova e organização que nos merecem um modesto e construtivo reparo. Como diz o povo, “não é com vinagre que se apanham moscas”… Ao sujeitar o pelotão ao pagamento de uma (elevada) taxa de inscrição para receber… nada, não pode ser desculpado com a crise. Principalmente numa altura em que os atletas se queixam de… excesso (e de difícil escolha) de provas: foram muitos “cortes” para ‘compensar’ a dobragem do preço de inscrição. É claro que a principal razia foi – obviamente – no pelotão! Que saudades das largas centenas de corajosos na Barreira…

Trail de Soure

Fiel às suas origens, o Joaquim Quitério ficou-se, neste domingo, pelos ribeiras, ribas e arribas da sua terra natal. Participou no 1º Trail da Vila de Soure. Foi 7º da geral e 2º no escalão de 4 40.

Contudo, esta prova ficou marcada por um grave acidente com um atleta, o que nos leva a sobreavisar os nossos colegas e amigos que gostam deste tipo de competição, para os perigos da mesma. A ideia é ótima como desporto lúdico e bem estar com a Natureza mas encerra inúmeros imprevistos para quem leva (demasiado) a sério a luta contra o cronómetro e parceiros de ocasião. Keep Kalma, camaradas!